9 de setembro de 2013

Sobre o paraíso, escolhas e sentimento sem nome


Eis que a tão esperada notícia chegou: o Paraíso me espera. Paraíso! Paraíso, não canso de repetir. Apesar de estar voltando, será tudo novo. Não tenho mais minha casa, meu trecho ou meu namorado. Tudo se foi, tudo acabou. Mas vou recomeçar, ou melhor, começar. Tudo inédito! Paraíso.

Sinto-me diferente, mudei bastante nestes últimos meses, aprendi a gostar da solidão, comecei a cuidar mais de mim e aceitar meus defeitos. Não sinto a necessidade de provar nada a ninguém, nem de agradar todo mundo. Estou mais sincera, comigo e com os outros. Estou mais leve...

Talvez tenha um sorriso grande me esperando por lá e isso tem me perturbado o juízo. Não sei se devo querer. Não sei o que estou sentindo, não sei definir. Acho que não deveria querer, seria mais seguro, entretanto eu quero! Eu quero! Mesmo sem definição, mesmo com o medo. 

Mesmo com, apesar de, mas e se... Não me importo! Eu quero! Quero aquele sorriso e aquela boca, quero aqueles braços e abraços, quero logo e quero muito! 
Então me jogo! Preciso ir, tenho uma rodovia para cuidar, uma casa para procurar e um sentimento a descobrir...
Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design