Voltei a fazer meus planos sem me preocupar com você. Saber que não irei te encontrar me machuca um pouco, algo como um arranhão, sabe?! Nada muito profundo mas que incomoda. Ouvir você dizer que "gostar é diferente de se apaixonar" me ajudou a criar a coragem que precisava para te deixar. E te deixando, eu posso me completar. Que seja de mim mesma, de amor próprio. Não me importa. Só não quero ficar com alguém por medo de ficar sozinha de novo. Me autorizo a chorar o quanto precisar. A lamentar e surtar um pouquinho. Eu me permito a ser qualquer coisa, menos infeliz. Então tá tudo bem, meio esquisito mas tudo bem...


Ele não é um fofo. Não diz que sente minha falta ou que pensou em mim antes de dormir. Nunca me levou ao cinema, nem me comprou um presente caro. E ele é incrível. Faz café pra nós dois e coloca minhas músicas favoritas para tocar. Me levou a lugares que não conhecia e pintou um quadro de presente para mim. É eu sei, ele não é um príncipe. Sorte que também não sou uma princesa. Sou uma mulher mais valente que muito homem e ele não se assusta com isso. Ele parece gostar. Eu estou gostando. Que sorte a nossa! Meus dias são mais alegres quando estou perto dele. Acho que não é amor, é algo muito mais legal...


"The time to hesitate is through
No time to wallow in the mire
Try now we can only lose
And our love become a funeral pyre
Come on baby, light my fire
Come on baby, light my fire
Try to set the night on fire"

THE DOORS - Ligth my Fire



"I'm giving you up
I've forgiven it all
You set me free, oh"


Desisti de entender. Desisti de nós.
Posso seguir. E perdoo você.
Estou livre. Você me libertou.
Sem mágoa ou falsas promessas.
Apenas meu coração e eu. Leves.
E repleto de espaço para guardar as coisas boas que estão por vir.
"You set me free..."