28 de agosto de 2013

"não volte pro mundo onde você não existe.."


Ontem a noite pensei muito, até cair no sono mas agora não sei como expressar tudo aquilo que pensei. Eu sempre achei que é o melhor a se fazer é ser simples, em qualquer ocasião. Então vamos, lá: simples e direta!

Não fiquei surpresa ao constatar que você fugiu novamente, creio que não deveríamos ter nos falado outra vez, entretanto confesso que fiquei um pouco triste. É ruim sentir-se rejeitada, é confuso o modo como tudo aconteceu (e também o que não aconteceu). Apesar de bobo, sinto necessidade de me despedir (novamente). Sem dramas ou explicação, não é necessário. Sem vítimas ou culpados.

Você é uma pessoa bacana. Somos confusos, afinal somos humanos. Mas preciso te dizer que realmente não criei expectativas amorosas ou grandiosas, mas quis deixar claro que pegação por pegação, não quero! Já não gosto mais disso, não me satisfaz! Até imaginei uma noite maravilhosa contigo! Queria matar minha vontade de ti e te saciar de mim! Mas a diferença é que não imaginei, só isso!

Queria uma companhia para sair, me divertir, dançar, beber, sei lá! Afinal, nos veríamos poucas vezes e queria aproveitar, tipo “Carpe Diem” enquanto estivesse por aí. Porém, infelizmente (ou felizmente, vai saber) isso é muita pressão pra ti. E o que você, aparentemente pode oferecer, é pouco pra mim. E agora, diferentemente, de outrora, eu concordo: Nós não iríamos render! 

Obrigada por ter me dado a chance de dizer o que penso. Agora já te exclui do meu mundo, não acho mais legal esperar sua presença, acho que já rendeu, tudo que era possível. Sinto muito por ser assim o desfecho, juro que achei que iria ter uma pessoa incrível em minha vida, sem rótulos e pesos desnecessários... Mas me enganei. Que fiquemos bem, sempre: Morremos!
Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design