25 de maio de 2012

513


Eu não tenho certeza de quando irei ver você de novo, talvez mês que vem, quem sabe em meu aniversário? Eu fui embora sem me despedir, você não me procurou e nenhuma palavra foi dita desde então. Nenhum beijo para selar qualquer final. Eu não tinha idéia do tamanho do espaço que você ocuparia em minha vida.

Eu sei que tenho um destino inconstante e uma vida tumultuada. E sei que tenho um coração mole e um peso na minha alma que implora por atenção. Mas você se lembra, não se lembra? Dos nossos reencontros em minhas férias escolares, de nossas conversas pueris ao longo da tarde. Você consegue se lembrar da razão pela qual você me amava antes? Ainda somos as mesma crianças que se amavam.

Quando foi a última vez que você pensou em mim? Ou você me apagou completamente de seus dias? Porque muitas vezes eu penso em ti... e penso que poderíamos ser felizes juntos, mas quanto mais eu penso, menos eu sei e mais eu sinto. Eu tive que fugir, foi preciso.

Eu te dei o espaço para que você pudesse respirar, eu mantive distância, assim eu poderia esquecer você e a liberdade reinaria. Mas minha vida melhora quando estamos perto. Eu gosto quando você faz parte de meus dias. E você diz que sente saudades e que me quer do teu lado. Então eu espero que você encontre sozinho o caminho de volta. Mas não apenas para nossos amizade de infância e sim para nosso amor de adultos.

Acredite, eu amo você mesmo não sendo aquela menina insegura que eu era. Eu posso morar sozinha em outro estado, dirigir veloz, pintar as unhas de vermelho e tomar whisky, eu posso ser independente mas eu continuo amando você. Querido, por favor, não me esqueça. Ei... quando vamos nos ter de novo? Eu não tenho mais medo do escuro, mas quando você segura minha mão tenho coragem de enfrentar o mundo.
Por Camila Blopes

5 andarilhos:

Fê Miceli disse...

Nada como um amor de infância, o tal 1° amor para nos balançar para o resto da vida.

Sim, ainda me lembro do meu, das sensações que ele me causava, lembro do seu nome e de nossas risadas. Lembro de achar que seria eterno, pra sempre, como tds os primeiros amores na vida. Mas ficou no passado, guardado dentro de uma caixinha com td meu amor e carinho.

Bjs

Anônimo disse...

"E o coração dele para ela, ele prometeu."

Juliana Lira disse...

"Ei... Quando vamos nos ter de novo?"

Amo! Amo o jeito como vc desenha os sentimentos, como se pintasse uma aquarela sútil.
Espero que sua mao logo tenha outra pra aquece-la e que vc enfrente o mundo bravamente.

Milhoes de beijos

Diego disse...

Porque às vezes a ida não é o fim.

Cαmilα ♥ disse...

Obrigada pelos comentários!
beijocas ;*

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design