8 de setembro de 2011

Parta meu coração



Metodicamente, todas as noite quando me deito para dormir, penso em ti. Penso muito, muito em ti. Quase sempre peço a Deus para lhe proteger e iluminar tua vida, teus caminhos. Lembro-me das alegrias que vivemos, dos sentimentos bons que tu me proporcionou e sorrio, quase mostro os dentes, e depois choro. Fecho os olhos tentando coibir, mas não funciona, as lágrimas rolam grandes e sinceras.


Na verdade eu não choro por tua causa, choro por mim. Choro por perceber o quão ingênua, patética e desastrada sou. Será que lembra do meu perfume? Penso que não deve ter mais o número do meu celular. Acho que não sabe a data do meu aniversário, ou a minha idade. Lembra-se onde nos conhecemos? Que ingenuidade a minha...


Às vezes me questiono como consigo ser assim. E sempre me indago: Como posso passar tão rápido para as pessoas? Não me importo se passo para uma grande parte delas, me importo em ser esquecida rapidamente por aquelas pessoas que eu gosto, que são importantes para mim, que de algum modo fizeram parte de minha vida. Me machuca bastante isso e essa dor me faz sentir patética.



Eu tento entender, encontrar motivos, mas depois desisto. Finjo que não ligo.Meu desejo maior é conseguir esquecer também. Conseguir agir igual, simplesmente não me importar, não sentir falta, ser inteligente e abandonar essa história. Queria mesmo era te perder, ir e não te levar em mim. Agir a tua maneira. Entretanto meu raciocínio não é lógico quando tu és o assunto, penso em ti e fico burra, fico muito idiota. Daí eu me perco, eu sou um desastre quando tento me enganar.


Por Camila Blopes

5 andarilhos:

Gabriela Marques disse...

"Como passar tão rápido para as pessoas?"
Em verdade a vida em si passa tão depressa. E por mais difícil que seja admitir, talvez ainda não seja tão tarde, quanto creio que foi para mim, passar quase um ano pensando em alguém que nem mais gostava de mim.
"...Amai uns aos outros..." Como se somente nos importamos se o outro irá nos amar?
Não chore, é tão lindo o sentimento que trazes no peito. Reconheça que mais bonito que ser amada é amar alguém, é sentir o pulsar, a saudade;E o que passa no coração de outrem, nem mesmo se dito ou declarado, nunca teremos sã consciência se é verdadeiro.
O coração alheio é um enigma.
Por isso não magoe o seu questionando o que o outro sente.
O princípio do esquecimento é aceitar, e não julgar, o que trazemos no peito.
Ame sem querer nada em troca.

Luciana Brito disse...

Então pare de tentar se enganar e viva tudo isso, mesmo que doloroso. Elabore, tente entender e isso te ajudará.

Ficou parecendo conselho de livro de auto ajuda, mas nem é.

Beijo, amada!

Ava disse...

Aceitar a perda é o primeiro passo para a ultrapassar. Pensar no que se perdeu não ajuda. Espero que consigas.

Beijinhos doces, Ava

Fê Miceli disse...

É muito frustrante quando nos damos conta de que não representamos nada de importante, nao fizemos a diferença e não marcamos uma pessoa que muito gostamos. Apenas passamos por sua vida, assim como passam os dias, os anos e a vontade de comer doces. Ficamos com uma sensação de sermos insignificantes e nos comparamos ao lixo. Ficamos nos perguntando como pode? Não tem explicação... resta-nos simplesmente aceitar que as vezes, a vida é assim: inexplicável e sem sentido. Seguir em frente é o único caminho que nos resta, mesmo que sempre olhemos para trás.

beijokas!

Cαmilα ♥ disse...

Obigada meninas, cada comentário foi reconfortante para mim.
beijocas

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design