2 de dezembro de 2010

‘Triste é não chorar’



Eu poderia dizer que não sinto muito
Que estou feliz e tranquila
Ou até que nem chorei...
Mas eu não quero
Nem preciso mais mentir.

Não que lhe devo qualquer obrigação
Ou que desejo lhe falar como me sinto.
Isso tudo que guardava aqui, mudou há muito.

Amor não acaba, se transforma.
O que eu sentia por você era amor,
Na verdade ainda é
Porem não é aquele amo sofrido de outrora
Amor unilateral e imaturo.

O que trago comigo agora é algo mais sublime.
Um amor mais calmo,
Pois não é um amor-paixão.
Se existisse, seria um amor-comum.

Você ainda me dói, de início.
Coisa pouca.
Quase sem importância.

Não perco o fôlego quando penso em você.
Sequer me perco, contigo.
Passou.

Não é nada triste sentir-me assim.
Até gosto.
Mesmo sabendo sendo impossível
Eu amar com calma.


Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design