21 de julho de 2010

Tatuagem


Não foi repentinamente que aconteceu. Na verdade vem acontecendo desde o dia que nos conhecemos. Uma ligação nos aproximou, minha prima gostava de você. Mesmo sem nunca ter falado contigo, eu te achava metido.

Foi engraçado você me cumprimentar, quase morri de vergonha. Eu era uma adolescente da capital, viajando sozinha pela primeira vez. Você um garoto lindo do interior com cara de ‘bad boy’, mas tímido, muito tímido.
(Não, não enjôo de falar de você e de nós e de como o mundo é mais colorido contigo perto de mim)

Foi quando você escreveu em minha agenda cor de rosa alguma coisa sem sentido que percebi que você era um cara legal. Aliás, acho que a metida da história realmente era eu, assumo! Gostei quando me convidou para sairmos com sua turma. E a cada vez eu gostava mais de estar com você.

Mas foi quando eu perdi o chão com a morte do meu avô e você esteve comigo durante todo tempo, que percebi o quanto você era especial. Nunca irei esquecer, foi muito importante para mim. Obrigada.

Eu sei que brigamos, que às vezes nos afastamos, e até sumimos por algum tempo... Mas sei também que nos amamos, aprendemos a nos amar.
Não sei ao certo quantos anos nos conhecemos, e nem quanto tudo começou a ficar mais vermelho. O que posso afirmar é que você é uma tatuagem em mim.

E mesmo que tudo mude novamente, a amizade e o amor se separem, ficaremos na vida um do outro, pois nosso amor é especial, não é premeditado ou possível ser escrito. É sentido. É real. É desenhado. É vivido. Tatuagem na alma. Eu te amo, até para sempre.
Por Camila Blopes

9 andarilhos:

mila disse...

awn, que lindo :3
adorei a comparação com a tatuagem, hehe :x
beijos!

Lu. disse...

Nem sempre eles percebem, mas são as coisas mais simples que encantam a gente.

Um sorriso, apoio, uma frase sem sentido na agenda, coisas tão simples, mas tão especiais.

Que esse amor volte em breve!

Beeejão querida! ;*

Márcia Luz disse...

Bela metáfora! E arrasou com a última frase.

Beijos!

Luciana Brito disse...

Mais um de amor... tatuagem linda, essa de vocês.

Beijão, amada.

Paula Barros disse...

Vou lendo e a escrita flui...o sentimento me puxa...a vontade de me sentir assim....mas o pior é não acreditar mais ser possível me sentir assim...tão cor de rosa, tão vermelha...tão cheia de cores e cheiros...

Talvez tenha ficado careta demais, velha demais (independente da idade cronológica) para me deixar tatuar rsrs


beijo

Cαmilα ♥ disse...

Obrigada queridas, pelos comentários!
;*

Daniel Savio disse...

Amar é um eterno voltar da felicidade...

Fique com Deus, menina Camila Blopes.
Um abraço.

Daniel Savio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cαmilα ♥ disse...

Se é, Dan!
;}

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design