23 de junho de 2010

Fica assim...

"Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você:
eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha
— e tenho — pra você.
Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém,
como você existe em mim.”


_ Tchau.
_ Tchau.
_ Me beija.
_ Não, me beija você.
_ Não.
_ Te mordo.
_ Te abraço.

Então nos beijamos e segundo nossa promessa, pela última vez.

.

.
Não sei bem o que escrever. Não quero contar nenhuma de nossas histórias.
Acho que este texto vai sair mais torto que os outros, talvez com menos açúcar. Não que eu esteja azeda, mas é que hoje amanheci esquisita.
- Aliás, eu sou esquisita. -
E não é culpa de saudade que aperta, afinal ficamos até de madrugada juntos. Não faço ideia do que está acontecendo, tudo está tão certo. E
tão errado.
Você me deixa ser, eu te deixo ser. Somos nós às vezes. Tudo se harmoniza.
Eu não preciso de ti, entretanto confesso que hoje acordei com essa necessidade. No fundo é isso que me irrita. É esse querer de perto. Eu sei que é bem isso mesmo.

Eu tenho o que eu quero, já temos o que me basta, não deveria querer mais. E eu quero. Estou chata. Irritante. Patética. E lúcida.

- Droga! -

Nem tenho uma desculpa esfarrapada. Terei que me conformar. Mas não precisa se precipitar, eu sei me controlar...

Por Camila Blopes

14 andarilhos:

Luciana Brito disse...

Por mais completos que estejamos, sempre queremos mais... e isso é tão saudável.

A lucidez é o que te segura, amada... é o que não te deixa ser somente patética ou descontrolada. É o que te equilibra.

Beijão, amada!

Vítor Palmeiras disse...

As vezes é bom que falte a açucar, se sempre houvesse açucar ia começar a pensar que você é perfeita.

Ainda bem que não.

Mariana Amorim disse...

.... mas até na lucidez há uma doçura do amor!

Cleonice Braz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleonice Braz disse...

Camila, lindo lindo seu blog... e tão de coração seus textos!
Engraçado, né... recentemente senti algo parecido...
Esse agridoce da vida às vezes nos deixa meio... perdidos?
Sei lá.
Romantismo e realidade nem sempre caminham de mãos dadas. Droga.


Abraço grande pra vc!

Júnior de Paiva / Dish disse...

É um misto de ansiedade e confusão o que vejo aqui!
Gostaria que deixasse ser amada, quem sabe desta vez o cara pode fazer o certo e te amar?

Elis disse...

Olá minha cara. Ja estive por aqui algumas vezes, andei afastada e estou retornando... devagar.
Não vejo nada de azedo nas tuas palavras não, vejo amor em mais de uma face, mas ainda sim, amor.
Belo post!
Abraço
Elis

tico litlle disse...

faltar açucar é se servir do gosto real das coisas..

Vinícius Aguiar disse...

Sugestão: fique feliz! Isso chama-se AMOR!

Beijos Mila!

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Obrigada a todos pelos comentários!
BeijOca

Juliana Lira disse...

Não da pra puxar ele pra mais perto?Tão perto que só exista o "nós"?

Ps: quando vc escreve torto parece ainda mais reto e perfeito pra mim...

Milhões de beijos

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Por que não posso Ju!
=[

Daniel Savio disse...

Mas alguns decontroles sçai tçai necessário a vida...

fique com Deus, menina Camila Blopes.
Um abraço.

♥ Cαmilα Girαssol disse...

BejO ^^

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design