12 de junho de 2008

Estórinha

Um celular insiste em tocar:
“Um anjo do céu, que trouxe mim! É a mais bonita, a jóia perfeitaaaaa” _ É esse é o toque do tolefone de Priscila.
Apesar de sonolenta, ela atende a chamada:
_ Alô.
_ Priscila?
_ Sou eu, quem é?
_ Sou eu Pri, não viu meu número aí?
“Meus Deus, como alguém me liga às 0:28 da matina e ainda quer que eu olhe o nome no visor? Santa paciência!”
_ Atendi sem olhar. – Disse seca se ânimo de discutir.
_ Sou eu, o Edu. Te acordei?
“Nossa, nem acreditei! Não, não... eu estava acordada tricotando um blusa de lã para minha vó!”
_ Mais ou menos. – Disse tolamente.
_ Ah, é que não queria ficar sozinho em minha casa... daí queria saber se posso dormir ai!
_ Você está bem?
_ Bem estou... mas estou um pouco tonto. Não quero ficar sozinho hoje! Não quero.
_ Eduardo, onde você está?
_ Pertinho de sua casa... e da minha também! Mas não quero ir para minha.
_ Uai... pode vir sim.
_ Que bom, então daqui a sete minutos e doze segundos chego aí. Me espera no portão?
_ Acho melhor você me ligar ao chegar, daí eu abro o portão.
_ Por favor... me espere no portão!
_ Ta bem.
_ Já já chego! Beijo!
_ Beijo.
Priscila estranhou bastante a ligação, afinal Eduardo estava distante, há dias não se falavam. E agora ele aparecera assim? Ficou ansiosa e preocupada.
Apesar do frio e da preguiça ela foi esperá-lo no portão.
Olhou a rua e não viu ninguém. Olhou distraidamente para o céu e se deparou com uma lua imensa, cheia e amarela! Rodeada de inúmeros pontos brilhantes, sorriu ao pensar:
“O que é que estou fazendo aqui?”
Esperou mais algum tempo, exatamente vinte e três segundos. Ao dar o primeiro passo rumo a entrada de sua casa, viu Edu... correndo.
_ Que bom que me esperou aqui fora!
_ Você está bem?

_ Agora estou, mas cansei ao subir até aqui! Quero sentar!
Ele sentou-se na entrada do portão.
_ Não Eduardo, aqui não, está muito frio. Vamos entrar.
_ Ah não, senta aqui comigo!
_ Não, eu quero entrar, estou com frio!

_ Senta aqui do meu lado, vamos conversar.
_ Edu, a gente conversa lá dentro... estou com frio.
_ Então vamos sentar na calçada... vamos ver o céu! Olha como está lindo. Olha que lua.
_ Sim está lindo, mas... vamos entrar?!
_ Ta bem... vamos correr!
Eduardo pegou a mão de Priscila e entraram correndo na casa. Ela não estava entendendo o que estava passando pela mente de Edu... tentou então não tentar entende-lo. Compreendeu que o amigo não estava muito bem e que precisava de companhia e atenção.
Eduardo não parava de falar e falar e falar e falar...
“Nossa! O que será que está havendo?” - A menina não conseguia relaxar, ele falava coisas sem nexo, embolado, parecia um estranho para ela...
_ Pri...
_ Hum!
_ Me conte uma história?
_ Que história?
_ Não sei... pode ser uma qualquer.
_ Ah, não sou boa em estórias. Não me lembro de nenhuma.
_ Tá, mas não precisa ser história infantil.
_ Que história você quer?
_ A sua! A sua história de dentro.
Um silêncio ensurdecedor tomou conta do quarto...
_ Não sou boa em histórias. Acho melhor irmos dormir.
_ Não quero dormir. Me pergunta qual tipo de história eu quero ouvir.
_ Qual tipo de história você quer ouvir?
_ Só quero que me conte uma história grande... não quero dormir. Eu queria ouvir uma história longa. Sua história!
Nada se ouviu.
Ninguém ousou falar mais... a falta de som se transformou em proteção para ambos. Palavras iriam cortar a densa camada que se formara no ambiente.
Foi uma das noites mais longas que a menina viveu. Quase não dormiu. Estava tão acordada que seus sonhos pareciam reais. Ficou com medo e preferiu ficar com os olhos abertos para não sonhar novamente...
Enfim o sol saiu e Priscila viu a luz entrar pelas frestas da cortina.
Ela amou a luz, pois a claridade espantou seus medos...
Levantou-se e viu Eduardo dormindo com um semblante tranqüilo e calmo.
"Que bom, ele parece estar melhor..."
Sorriu!
Feliz! Feliz como quem sabe que fez muito bem a uma pessoa.
Por Camila Fernanda

22 andarilhos:

Antônio disse...

Por um momento, cheguei a pensar que fosse um conto de terror e que o cara fosse matar a mocinha. Felizmente, terminou tudo bem e eu suspirei aliviado. =)

Beijo!

Dri~ disse...

Belo post moça ^^... "éstorinha" bunita....

Bejão! ;D

Camila disse...

Hahahaha... falou viu, Antônio!
Não sou muito fã de histórias tristes! Ainda mais no dia de hoje... não posso me deprimir.

Adriel, obrigada!

Beijo meninos
=)

Maldito disse...

è,..se a gente durante a vida toda fez pelo menos uma pessoa feliz,...acho que já valeu a pena,...
O Gerente do meu banco que o diga!
Inté!

Camila disse...

Ah você é ótimo!
Oh menino bendito soh!
Beijo
=)

marden disse...

Hummm, sei.... rs! E pelos meus calculos étnicos eu sou o gato preto, né não!? rs

Camila disse...

Ah Marden queria te contar naum... mas é que assim... é que sou loira neh, daí o pretinho é mais parecido com você.
Mas oh, pelo menos você é um gato (metaforicamente, claro)!
Brincadeira!! :D
Beijo
=)

Negâ disse...

oi! Amei!
Muito bom...

:D

Beijos

Dri~ disse...

Fike Feliz, Seja Feliz, Deixeee a Felicidade te contagiar!, Deixe que ela entre!!... se vc num consegue parar de pensar! ... Pense em coisas boas! em coisas que te faça sorrir... Camila, ooh Camila! Desejo mesmo que vc Fike Feliz! mesmoo! ^^... Desejo não.. Tu vai fika feliz! tendeu! vai fika Feliz!! xP

Bjãozord! e Abraçãozords!!! pra ti! ;D ...

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Camila. Que história... :-)
Mas gostei muito do final:
"Feliz como quem sabe que fez muito bem a uma pessoa."

Fazer alguém feliz já é muito bom.

Que seu dia seja com muito amor no coração.

Beijos mil! :-)

Camila disse...

Valeu Nega!

Adriel... vamos ficar todos felizes! Todos bem! Adorei o beijozord!

Desejo o mesmo a você moça do Sorriso.

Beijo
=)

Gusta Fernandes disse...

Linda a estória...
agora fiquei me perguntando por que ele estava assim, tão "agitado".
Realmnte é muito bom fazer o bem a outra pessoa, e ela deve ter sentido que ele precisava muito de um amigo pra estar do seu lado naquele momento!
è bom contar com as pessoas, esse é o um dos caminhos pra felicidade, sempre ajudar...
Adorei o post Mila!!!

P.S.:Também adoro ler seu comentários no meu "mundo", e posso dizer sem sombra de dúvidas passar pelo seus "caminhos" e comentar seus posts é um prazer !!!
Ahhh, pode deixar que apareço no msn pra gente conversar, é que geralmente só entro depois das 7 da noite!

>> bjaUm! <<

Camila disse...

GustavoooOOOO
Que bom que gostou e que bom que sempre nos falamos.
Feliz Dia dos Namorados, mesmo que sejamos solteiros.
Beijo
=)

Dani disse...

O Priscila!
Digo, Camila...
Bela história a sua, mas acho que você ocultou alguns fatos.
Bjim

Camila disse...

Bom Dani, eu escrevi o que julguei ser bacana.
A estória eu criei... ou vivi... o importante é que você saberá o que publiquei...
Sua imaginação pode funcionar a vontade!
Beijo
=)

Carol disse...

Gostei daqui ttb.
Obrigada pela visita.

Ah... continua a história pra eu saber por que o Edu estava tão agitado? - rs

Um beijo

Camila disse...

Oh Carol... valeu pela visita.
Em relação a continuar a estória vou pensar no assunto, pois é uma coisa complicada determinar um motivo só para Eduardo está assim.
Beijo
=)

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Camila. Vim aqui para desejar que sua sexta-feira (13!!!!!!!!!) seja maravilhosa!

Beijos mil! :-)

Camila disse...

Oh amiga... pra vc tbm!
Beijo
Viva sexta-feira 13
Beijo
=)

Leo Lemos... disse...

obrigado pelo carinho linda! vleu por visitar meu blog

hj não to bem para entender suas histórias. só estou vivo...

Alice Reis disse...

ahhhhhhhhhhh... =/

achei q fosse terminar em beijo na boca... eles eram só amigos msm? =///

rs

bjs!

Camila disse...

Oh Leo... fique bem logo tah!

Alice, eles são apenas amigos mesmo! Diferentemente amigos!

Beijos
=)

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design