2 de outubro de 2012

Medo do amanhã


Eu sou destemida, acredite. Eu vou! Pouco sei sobre o amanhã, nunca soube, mas a certeza que continuaria neste lugar conhecido me trazia paz. Acabou! Girou a roda do destino, não sei por onde estarei. A saudade me acometerá, eis minha única certeza. Continuarei a ir. Seguirei...
Não pedirei socorro, mas precisarei de um abrigo. Me acolha, me segure, não desista. Não me deixe desistir, por favor. Você tem me trazido sentimentos bons, preciso de ti. Preciso de paz... Dias bonitos. Quero estar contigo, pouco me importa onde. O que me importa é que sejamos: nós.
Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design