9 de julho de 2010

Sintomas...



A verdade é que vou ficando meio apagadinha quando a saudade malvada vai crescendo feito louca dentro de mim. Não adianta eu pintar a cara, vestir roupas coloridas ou decorar meu apartamento com girassóis. Os dias longe de você vão aumentando e eu vou desbotando, aquele brilhozinho nos olhos e as cores radiantes simplesmente somem, se apagam.
Vem! E me trás aqueles tons solares de volta? Vem e me trás aquele nosso sorriso, o gelinho na barriga e os arrepios que me percorrem a espinha. Vem, e venha logo.
Por Camila Blopes

16 andarilhos:

Suzana Martins disse...

Eita, saudade!!

Saudade que tem me abraçado nesses últimos dias, mas uma saudade boa, sabe?

Espero que essa sua saudade sem cores, apenas com dores, passe logo... E que as flores venham enfeitar o seu lindo sorriso!!!

Beijos Camilinha!!!!^^

Ava disse...

Que saudades dos seus textos, Camila, das suas emoções arrebatadas. É bom estar de volta para poder te visitar.

Beijinhos doces e bom fim de semana, Ava.

Erica Ferro disse...

Para não morrer de saudade, o que resta é matar a própria saudade e abraçar quem se tem vontade.
Né, Mila?

Beijo.
Lindo texto.

Tahiana Andrade disse...

Saudade é um dos sentimentos mais lindos que existe... ela mistura o amor e a necessidade em um sentimento só!

Beijos

Vanessa Souza Moraes disse...

Vem para que eu possa recuperar sorrisos, pintar teu olho escuro com kol, salpicar tua cara com purpurina dourada, rezar, gritar, cantar, fazer qualquer coisa, desde que você venha, para que meu coração não permaneça esse poço frio sem lua refletida. Porque nada mais sou além de chamar você agora, porque tenho medo e estou sozinho, porque não tenho medo e não estou sozinho, porque não, porque sim, vem e me leva outra vez para aquele país distante onde as coisas eram tão reais e um pouco assustadoras dentro da sua ameaça constante, mas onde existe um verde imaginado, encantado, perdido. Vem, então, e me leva de volta para o lado de lá do oceano de onde viemos os dois.”

Caio F.

jefhcardoso disse...

Camila, o amor pede presença, exige como condição de vida. O amor é isso. Sem ele não somos.

Abraço de Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Paula Barros disse...

Declaração e chamado assim junto, é muito gostoso de se ler.

beijo

Grasi disse...

A saudade é meio assim mesmo... malvada!
Ãdorei aqui e já te sigo, tá?!
Bjão e um domingo super iluminado.

Vítor Palmeiras disse...

A presença da pessoa querida é tal qual oxigênio, a ausência vai sufocando, sufocando, sufocando...

Leo disse...

E eu te trouxe um sorriso.
lindo texto! saudade dói,
mas é dor gostosa.

Beijos!!!

Shelha (S+S) disse...

Quem é essa estrela cadente? Ou esse sol?

Calma Camila, a espera sempre recompensa quem é paciente.

Poetic GIRL disse...

Eu também queria que viesse, mas não vem... beijoca

Luciana Brito disse...

Ah, sempre a saudade levando um pouco da gente embora... lembrando que falta algo.

Te compreendo, amada.


Beijão!

♥ Cαmilα Girαssol disse...

BeijOs e obrigada pelo carinho de sempre
xD

Ricardo Novais disse...

Querida princesa das letras sublinmes,

Este texto teu é particularmente maravilhoso. Meu coração é debochado demais para ser romântico, mas estas tuas palavras me cativam; sempre!

A ordem imperativa é de uma beleza comovente. Quando disseste-te "Vem!", tenho a clara impressão que pedes a felicidade; eu não acredito em nada muito absoluto, mas ser feliz é bom, às vezes.

Escreves brilhantemente, linda Camila.

Um beijo,

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Obrigada Amore.
BeijO

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design