28 de julho de 2010

Ariel e a Moça dona do peixe


Uma moça de cabelos curtos e lisos seguia mais uma vez pela avenida.
Eu a via todos os dias. Nunca nos falávamos.
Muitas vezes até caminhamos lado a lado, mas nunca trocamos uma frase que não fosse “Bom dia!”.
Naquela manhã a moça estava mais cabisbaixa que o de costume, segurava um lencinho roxo e secava algumas lágrimas que insistentemente saiam de seus olhos amendoados e pretos.
Quis perguntar o que se passava, mas me contive, não tinha intimidade para isso.
Como sempre a desejei bom dia quando nosso olhar se encontrou e para minha surpresa ela respondeu mais do que o habitual:
_ Bom dia! Mas meu dia começou difícil e triste. Meu peixinho que estava comigo há tanto tempo morreu.
_ Sinto muito.
_ É... eu também. Agora terei que procurar outra pessoa para conversar, pois era ele quem me ouvia todas as manhãs!
_ Bem... não sou um peixe, mas se quiser posso te ouvir sempre que quiser.
_ É muita gentileza sua. Qual seu nome?
_ Ariel.
_ Nossa! Era o nome do meu peixinho... Ariel.
E então ela continuou com olhos tristes, mas percebi cores em seu rosto. O que ela precisava era de atenção.
Por Camila Blopes

14 andarilhos:

HSLO disse...

Que saudades de passar por aqui...

abraços
de luz e paz

Hugo

Poetic GIRL disse...

Lindo Camila. Quantos de nós às vezes não precisa assim de um pouco de atenção? bjs

mila disse...

que lindinho *-*

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, será que o peixe reencarnou no rapaz...

Hua, kkk, ha, ha, zoando, mas agora falando sério, as vezes encontramos um monto bem maior quando olhamos além dos vidros do aquário que acostumamos a chamar de nossa vida.

Fique com Deus, menina Camilla.
Um abraço.

Athila Goyaz disse...

Nossa que texto simples, lindo e cativante!
Parabéns
e adorei a ilustração tb!
bjus!

Leo disse...

Que lindo, agora ela ganhou uma amiga com nome de peixinho!

Beijão pra ti!

Robs disse...

Amiga, quanto tempo nao passo por aqui...

Que lindo isso, pena q essas coisas nao acontecem na vida real ne? Sim, eu ando um tanto quanto pessimista...

Um beijo... saudades!

Shelha (S+S) disse...

Lindo como sempre.

Lembrei da minha irmã,
porque ela gosta da
pequena sereia.

Márcia Luz disse...

É o que nós todos precisamos: um pouco de atenção...

Vinícius Aguiar disse...

Incrível a sua capacidade de passar mensagens tão completas através de palavras tão simples! Aprendamos a olhar mais para os outros, porque um dia podemos também precisar deles!

Beijos!

Lorena disse...

Que lindinho...!
Eu também não sou um peixe, mas precisando de mim estarei sempre por perto!
:)

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Camila.

Já faz um tempinho que não passava por aqui.

Mas tudo continua maravilhoso, principalmente seus textos/contos.
:-)

********

"Lembre-se que se algum dia você precisar de ajuda,
você encontrará uma mão no final do seu braço.
À medida que você envelhecer,
você descobrirá que tem duas mãos -
uma para ajudar a si mesmo,
e outra pra ajudar aos outros."

Audrey Hepburn







BOA SEMANA!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Cαmilα ♥ disse...

Obrigada a todos pelos comentários!
BeijOcas

Juliana Lira disse...

Asorei o conto! Hehehe

De que se alimenta a alma? De olhares...

Milhões de beijos

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design