14 de junho de 2009

Sobre Decepção e Decepcionar



Sempre me disseram que “decepção não mata, ensina a viver” e eu acreditava fervorosamente em tal frase.
Digo acreditava porque uma pessoa me decepcionou e doeu muito pois eu não esperava.
Quando digo doeu, quero dizer que doeu muito mesmo, de verdade... Tanto que morri um pouquinho. Chorei muito, meus olhos ainda estão ardendo. Lagrimas que me fazem sentir vergonha.
Não queria sentir nada disso. Mas não sei me controlar, ainda.
Estou escrevendo para aliviar o que sinto neste momento. As palavras estão desconexas, eu sei. Culpa de minha mente que está exatamente assim.
Sabe... eu não sou mais a mesma. Há algum tempo eu decidi crescer. E foi o que fiz. Estou aprendendo a lidar com isso, mas sinto tudo diferente agora.
Não sou mais a mesma sonhadora que você conheceu há tempos atrás... não... não sou.
Eu me decepcionei comigo também! Imaginei que conseguiria expulsar isso e descobri que ainda há algum resquício daquilo que não quero mais em mim.
Mas sabe... dia a dia isso morre. Acho que a medida que morre, morro por dentro, talvez. Ainda não sei ao certo.
Mas agora preciso ir dormir... entretanto preciso confessar: ser decepcionado dói, mas decepcionar alguém dói intimamente.
(E eu fiz isso, não foi premeditado. Mas fiz. Espero que um dia esse alguem possa me perdoar.)
Tudo aconteceu na mesma hora. Um furacão de emoções...
Uma hora essa ventania de sentimentos ruins passará. E todos ficaremos bem.
É nisso que quero acreditar.


Por Camila Blopes

2 andarilhos:

Leandro disse...

O problema é que a gente espera muito das outras pessoas, elas são humanas, podem corresponder as nossas expectativas ou não.
Decepção não mata, morrer você não morreu está sendo doloroso, mas uma hora a dor vai embora. Ensina a viver, pois são nessas horas que procuramos explicações, que refletimos sobre o acontecido e tiramos conclusões, lições que será usadas mais adiante. Uma hora isso passa, mas enquanto não passa chore tudo que tiver de chorar, bote pra fora mesmo.
Fique bem!
Beijo

Maicom disse...

Não há mal algum em decepcionar, desde que a decepção não seja por mero motivo de orgulho ou dendém.
A vida é assim, um dia vc, outro dia eu, outro dia alguém... é inevitável e muito provável.

Abraço.

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design