29 de maio de 2009

Amigo imaginário verdadeiro




Cachos é uma menina nervosinha e ciumenta, com olhos agateados e cabelos dourados. Apesar de seu temperamento excêntrico, podia contar com alguns amigos verdadeiros. Ela os amava e era amada por eles.
Alguns moravam próximo dela, outros muito distantes e um ela nem podia abraçar, pois ele não era real. Ou melhor, era real somente para eles e não para o mundo.
E de algumas luas para cá, a menina estava mais próxima desse seu amigo imaginário, cujo nome é Éden.
Cachos por vezes era sentimental e se entristecia por simples situações, e quem sabia dos detalhes era somente Éden.
Cachos também o ouvia e o aconselhava. Eles se completavam. Era o exemplo perfeito de pessoas que se admiram e se querem bem!
Havia medo (de ambas as partes) em acabar com a barreira imaginária e a realidade não ter o encanto irreal de outrora.
Sabiam que quando se encontrasse a terra pararia de girar. O problema era se voltaria a sua rota normal ou desandaria tudo.
O Paraíso talvez não fosse durar para sempre.
Medo! Sempre o medo.
Cachos preferiu ficar com seu amigo imaginário verdadeiro a correr o sério risco do encanto terminar... ou começar.
Pois o Paraíso é sempre encantador, bonito e apaixonante.




Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design