28 de março de 2009

Com palavras {ainda}

Era uma vez uma Andarilha, que passeando por ai encontrou em seu caminho uma casa.
A casa era bonita, bem desenhada e com uma bela imagem do proprietário na parede do lado direito. Curiosa como ela é, adentrou e achou muito interessante seu conteúdo. Não se fez de rogada e deixou um bilhete para o dono daquele ambiente tão acolhedor.
Algum tempo depois o Dono resolveu passar pelo caminho da Andarilha e outro bilhete deixou. Isso se repetiu várias vezes, tornando assim habito de ambos.
Assim que a menina teve certeza que o moço era de fato uma boa pessoa lhe deu seu endereço correto. E ele, a convidou para sentar-se próximo dele. Tornaram-se amigos.
Conversavam muito. Riam mais ainda. Se entendiam. Brigavam também. A intimidade e o entrosamento só aumentava. Apelidos carinhosos surgiam. (Se bem que eu não achava nenhum deles carinhoso)
Mesmo depois que a casa deles ficou mais longe (bem mais longe) a afinidade e cumplicidade não diminuiu.
Gostavam de falar sobre o príncipe dela, sobre a donzela dele, sobre os problemas de cada um, era uma ajuda mutua, e sobre besteirinhas. Ambos sentiam-se sozinhos às vezes... Essa amizade preenchia um pouco dessa lacuna.
O sentimento se confirmou no dia em que o Dono, sentindo-se extremamente chateado e triste, abriu sua ‘caixa de pandora’, ela o ouviu e aconselhou. A Andarilha quase chorou quando soube que o Dono estava assim e ela não podia abraçá-lo. Naquela conversa a menina soube que podia confiar nele plenamente, pois ele confiava nela.
O Dono saiu para trabalhar, ela foi para uma festa. Pensou nele e desejou muito que estivessem se divertindo juntos.
Quando se falaram novamente ele estava melhor, não mais tão triste nem tão amargurado. Mas estava mais sereno e tranquilo. Quase o mesmo Dono de sempre.
Disseram palavras nunca ditas, ela ouviu com muita, mas muita atenção. Palavras e sons e gestos que ela jamais irá esquecer. Posso afirmar que a Andarilha nunca deixará de lembrar daquele Dono... E talvez ele dela se lembrará, sempre.

Por Camila Blopes

26 andarilhos:

Thyago David. disse...

é tão grandioso sentir essa emoção, essa adrenalina tomando conta de tudo.
tem atenção é importante, se não, fundamental.

Que ela sempre cresça ;)

Beijos Caah!

Dri~ disse...

Belo texto moça!...
como é bom ler aqui sempre!!
Abraço Gigantesco!
Beijo! Grandão! pra ti!

Hariane disse...

Que momento lindo!

Quis saber logo o fim.

Bj

@line-;-- disse...

É tão bom ouvir os lamentos e alegria do outro né? Prova que confia em nós e que a confiança é mútua.

Amo isso

Bjnhos Fadinha Amada

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Inesquecíveis um para outro, inesquecível para quem lê esta trama tão deliciosa que teceste, Cah!

Beijos e borboleteios

Luciana Brito disse...

Esse Dono é um moço de sorte por ter uma amiga-amada-confidente que nem essa Andarilha.

Relação bonita essa... que dure muito e não esqueçam um do outro *-*


Beijinho pra tu amada!!

alex e! disse...

...percebi um jeito de conto de fadas pelo andaime desse teu texto, que ressoaria, a princípio, a algum propósito "moralizante". Muito pelo contrário, ao reescrever e de certa forma reinventar o gênero, o efeito que cê conseguiu, Camila, a meu ver, foi o de criar uma relação entre dois seres que, inominados (ou antes alegorizados), demonstram a empatia como forma de acesso ao outro, tudo isso em meio a um tempo (o nosso...) de tanta indiferença, partindo do teu estilo conciliador de escrita... lindo.....

bjus pra ti,

do alex....

Luan Fernando disse...

Quando temos algume que podemos confiar, e o melhor sabemos que essa pessoa sempre vai esta do nosso lado dando sempre apoio, mesmo que seja moral, já podemos dizer que somos felizes..

Bom Domingo!

Lih disse...

ái que eu adoro esses textos lindos que Camila escreve!!!! sou fã!!!!

bjos bjos, linda!

M. disse...

Adoro teu textos.Fã de carteirinha. srsrsr

Me sinto mais animada sempre que passo por aqui.

Bjos!!!

Paula disse...

Poxa, que bonito, momentos como esses a gente nunca esquece!
Boa semana e bjos,
Paulinha

Kakau disse...

Essa confiança é tão difícil. É tão bom quando descobrimos que alguém confia dessa maneira em nós.

Belo texto ^^


Beijos
=***

paula barros disse...

É tão lindo momentos assim, uma amizade, uma escuta, o pensamento que nos tranporta para junto.

abraços, uma linda semana.

Vinícius Aguiar disse...

Acho que não há quase nada mais lindo que uma amizade verdadeira... e que os "donos" e as "andarilhas" possam haver mais, se encontrar mais, e viver mais!!

Linda mensagem Cá!!
Parabéns!
beijos!

Eraumavezumarainha disse...

Eu vou dizer Adeus!! (tchau é pr`a brasuca :))

Nossa!!! OLHA A HORA!!! Quem não levanta amanhã?? ( daqui a três horas :(

BJS

Priz disse...

Muito bonito o texto, adorei! Você está de paarabéns. beijoo

Su disse...

(suspiros)

Eu nem sei o que dizer, Camilinha!!!!
Que lindo!!!!

Beijos

O Profeta disse...

Do Poeta!
Este ser de contentamento descontente
Que faz da contradição uma rua
Feita da palavra resistente

Que abre os braços aventura
À viagem da emoção plena
Que chora em cais de espera
Que sorri ao afago de brisa terna


Boa semana


Mágico beijo

Atreyu disse...

Sentir-se vivo
Com adrenalina em um tempo de rotina, tédio e uma total censura de gestos... realmente é de grande valor

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo e gostoso o seu texto (autobiográfico, sou capaz de apostar), Camilinha.
Olha, no Galeria, resenhei Morte em Veneza e apresento as pinturas de Ivan Vassilev. Espero por você.
Um abraço,
Renata

Salve Jorge disse...

Ao Dono
Abandono
À andarilha
Longa trilha
Mas sem um trono
Só a mesma maravilha
Que no peito fervilha
Quando se desperta do sono...

Tatá R. da S. disse...

Bonito texto Caah!
Tem amizades, relações, que são lindas basicamente por esta cumplicidade mútua.

" Disseram palavras nunca ditas, ela ouviu com muita, mas muita atenção. Palavras e sons e gestos que ela jamais irá esquecer. "

Estas coisas são presentes em mim.
Beijocas ciumentinha linda!

tico litlle disse...

o importante é continuar a trilha,,,,

Camila disse...

Adoro o interpretar de cada andarilho meu!
;D

Leandro disse...

Bonito texto! Senti uma ponta de paixão do Dono pela Andarilha, sentimento este, que não está presente na Andarilha. Porém a cumplicidade existe entre eles.
Beijão

Cαmilα ♥ disse...

Hum...
Será Leo?!
;*

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design