5 de maio de 2011

Continuo na janela



Todos os dias acordo, por enquanto, minha vida continua assim. Algumas vezes vou ao trabalho e em outras fico por aqui mesmo. Por vezes também viajo. Porém, independente do que eu faça e de onde eu esteja, fico na janela. Ouso até dizer que vivo na janela. Só não posso dizer até quando estarei aqui. Espero o que ele chegue e a abra, fazendo este vidro que nos separa... desaparecer. Mas peço que não demore. Pois nunca soube esperar, então tenho medo. Medo de querer sair por aquela porta.



Por Camila Blopes

0 andarilhos:

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design