26 de maio de 2008

Valsa Quase Antidepressiva

Dança comigo a primeira valsa da Primavera
Dança sem sonhos, esquece as promessas
Ninguém nos espera.
Já enchi os dias de lutas vazias,
Estou gasta, cansada, dormente.
E um pouco de sexo ou muita poesia
Ainda não fico indiferente.
Fala comigo na palavra falsa da fantasia
Chovem amigos na festa da praça no meio dia.
É certo que as flores parecem maiores
Que toda a virtude do mundo:
Com um pouco de sexo, ou muita poesia, ainda me sinto profunda.

Se este mundo fosse feito para ser doce, eu seria doce, fosse eu quem fosse.

Foge comigo na ultima volta da maratona
Nada comigo no lago indeciso de metadona
Já deixei as asas na cave da casa
E as chaves no fundo do mar:
Com um pouco de sexo, ou muita poesia, ainda nos vamos casar.
Valsa Quase Antidepressiva
Dança comigo a ultima valsa da Primavera
Dança sem sonhos, esquece as promessas
Ninguém nos espera.

Por Quinteto Tati

3 andarilhos:

Anônimo disse...

Camila, você é doce mesmo que às vezes o mundo não seja!

Fujo contigo na ultima volta da maratona
Nado contigo no lago indeciso de metadona
Já peguei as asas na cave da casa
E as chaves no fundo do mar ja mergulhei pra pegar, não quero mais que você se arrisque no MAr.:
Com amor, sexo e poesia, queriamos nos vamos casar.
Valsa Quase Depressiva
Dança comigo a ultima valsa da Primavera antes que eu me case!
Queria me casar com você, mas o mundo e meus caminhos não deixaram.
Nos perdemos.
Danço sem sonhos, jamais esquecerei as promessas
Não podemos nos esperar.

Camila disse...

P.H.?
Eh vc?

Dani disse...

Muito bonita a foto e o texto também. Voce escolhe sempre textos belo.
Abraço

 

Caminhos de Camila Template by Ipietoon Cute Blog Design